A COMPANHIA

         A  Cia.  Pão  Doce,  de  Mossoró-RN, nasceu da união de um grupo de atores para realização de uma única apresentação do espetáculo "A Aurora da Minha Vida", de Naum Alves de Souza, em comemoração aos 100 anos do Colégio Diocesano Santa Luzia, a partir daí, não parou mais. Hoje a Companhia figura entre os importantes grupos teatrais no cenário cultural norte-rio-grandense, seguindo desde 2002 uma linha de atuação e pesquisa que contempla todas as idades. 

        A  companhia seguiu  como uma escola para jovens atores durante quase dez anos, tendo em seu currículo algumas montagens como “Eu Chovo, tu Choves, ele Chove” de Sylvia Orthof (2004), "Meus Bons Tempos" (2006-2012), "Sonho de Cinderela" (2008), "À luz do luar" (2012), "A Casatória c´a Defunta" (2014) e sarais, como "Os Menestréis de Oswaldo", (2009-2013), "Os Amores de Cora e Chico", (2010), "Retalhos de Carnaval" (2011) e "Acordo Invisível" (2012).

       Desenvolvendo até hoje um trabalho investigativo com foco na construção da presença do ator e da música como elemento de dramaturgia, a Cia. Pão Doce continua aperfeiçoando as suas produções e métodos de interagir com o cenário local, colaborando sempre para a pluralidade cênica na cidade de Mossoró. 

          O grupo já circulou por mais de 80 cidades entre 19 estados brasileiros, e desenvolveu durante dois anos um trabalho em mais de vinte zonas rurais no estado do Rio Grande do Norte, com o "Projeto Pão Doce na Rural", através do Programa Banco do Nordeste de Cultura em parceria com BNDES e Governo Federal, o processo do Pão Doce na Rural, despertou na Companhia o interesse de estar cada vez mais próximo do público,  surgindo  assim  em  2014,  o  primeiro espetáculo para  rua e espaços alternativos,  “A  Casatória  c’a  Defunta”. Contemplado com o Prêmio Fomento de Incentivo às Artes, este é o primeiro espetáculo do grupo que conta com texto e músicas autorais. 

         A Cia. Pão Doce de Teatro traz em seu currículo participação em importantes festivais pelo País. Foi contemplada em 2014 com o Prêmio Funarte Artes na Rua, representou o RN no Intercâmbio Palco Giratório 2015 (RN-GO) e no  22º Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga, ficando entre os três melhores espetáculos da Mostra Nordeste segundo o júri popular com o espetáculo "A Casatória c'a Defunta", participou da  Aldeia Sesc Seridó 2015, XI Mostra Ariús de Teatro, do  III  Festival O Mundo Inteiro é um Palco, organizado pelo grupo Clowns de Shakespeare, do 6º Festival Popular de Teatro de Fortaleza, 17ª Mostra Sesc Cariri de Culturas, do 3º Festival Nacional de Teatro de Rua do Ceará, do 17º encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua,  foi também selecionada para circular pelo Brasil em   2016, com o espetáculo “A Casatória c'a Defunta” no Circuito Palco Giratório, e no mesmo ano foi indicada ao Prêmio Cenym do Teatro Nacional nas categorias de "Melhor Cia. de Teatro" e "Melhores Adereços e Objetos de Cena", levando para casa o troféu pela segunda categoria. Em 2017 foi convidada à compor a programação do Circuito Sesc de Artes, participou do FIT Rio Preto e  da Festa Literária Internacional de Paraty (RJ). Em 2018 participou do Festival Internacional da Casa da Ribeira, da Virada Cultural Paulista, do Projeto Sesc Verão (SP) e Festival Nacional de Teatro de Presidente Prudente.

               Em 2019, com patrocínio da Caixa e Governo Federal, ocupou a Unidade Caixa Cultural Fortaleza com o projeto Caixa Nordestina - Cia. Pão Doce Ocupa Fortaleza.

           O grupo mantém hoje uma sede localizada na rua Bodoca, 35, bairro Alto de São Manoel, na qual realiza seus ensaios, trabalhos de produção, oficinas, pesquisas e apresentações.

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle

© 2020 Cia. Pão Doce